voltar

Era uma vez uma poltrona triste...

Deborah e Ney nos trouxeram uma poltrona triste. Não haveria outra forma de descreve-la. Com os pés da frente quebrados, mal conseguia olhar o mundo de frente. Cabisbaixa e jururu, parecia até envergonhada do seu estado.

Deborah nos contou que os pés já tinham sido "restaurados" antes, mas voltaram a quebrar. Abrimos então o fundo e o diagnóstico ficou claro: precisávamos trocar toda a base de madeira para então voltar a fixar os pés. E foi assim que começamos essa restauração, por dentro. Ainda na marcenaria, aproveitamos para resgatar a linda madeira por baixo da tinta preta dos pés.

Finalizada a restauração da estrutura, partimos para a nova tapeçaria, usando o tecido escolhido pelo casal. Criamos um detalhe vermelho na parte interna dos braços. Algo sutil, mas que deixou o projeto ainda mais especial.

E essa foi a história da poltrona triste que voltou a sorrir. Bastava receber cuidados.
Qualquer semelhança com a vida real não é mera coincidência.

  • antes
  • depois