voltar

A primeira poltrona a gente nunca esquece

Mais do que uma poltrona original dos anos 1960, esse foi o primeiro móvel que a Thais e o marido compraram juntos, e foi no exato momento em que ela nos contou isso que fomos arrebatados. Sabíamos que essa restauração teria que refletir a energia e o estilo do casal, um desafio que adoramos!

Como sempre fazemos, pedimos fotos e analisamos cada detalhe da casa da Thais: a textura e o desenho do tapete, a cor do sofá, a vibração da mesinha lateral, os objetos de decoração. Mergulhamos no universo dessa casa tão linda como se fosse a nossa própria. Trocamos ideias com o casal até chegarmos no projeto final, uma composição de três tecidos diferentes:
- veludo azul-marinho liso
- veludo com estampa geométrica também em tons de azul
- veludo laranja apenas nos contornos da poltrona, como que delimitando a fronteira entre a cor lisa e a geometria.

Os pés-palito que antes estavam pintados de preto foram restaurados para resgatar a beleza natural da madeira. Um detalhe que só foi possível porque temos uma equipe completa de restauradores que nos permite trabalhar o móvel como um todo.

Difícil descrever a alegria da Thais quando entrou na Casa Grim e viu sua poltrona tão querida totalmente "nova"... Posso dizer que essa energia é o que nos move e faz todo o esforço valer a pena!

"Trabalho excepcional e impecável!!!
Na busca de encontrar alguém que entendesse nossas necessidades encontramos Casa Grim. Inicialmente tivemos uma conversa e ainda demorei uns meses para tomar a decisão de reformar nossa poltrona. Mas desde o dia que conheci a Tania e o trabalho dela e de sua sócia sabia que seria ali que iríamos concretizar nosso desejo. Conversamos cada detalhe e realmente é um trabalho primoroso! E ter a alegria de ver seu móvel querido novo e totalmente personalizado é demais!!! Vocês foram sensacionais!!! Será só o primeiro de muitos, Casa Grim, obrigada!"

Thais Nunes Cardoso
Thais Nunes Cardoso
  • antes
  • depois
A primeira poltrona a gente nunca esquece
A primeira poltrona a gente nunca esquece
A primeira poltrona a gente nunca esquece